França

Estava eu a fuçar sobre roteiros diferentes na França quando dei de cara com um jeito super exclusivo de se conhecer algumas das mais lindas regiões do país: navegando! São rotas bárbaras, super charmosas, feitas a bordo de pequenas embarcações que navegam pelos rios e canais de diversas partes da França, então, só para começar, imaginem as paisagens, gente! Campos de girassóis, châteaux entre os vinhedos, o barquinho deslizando pelas calmas águas campestres e um atendimento ultra VIP…viagem dos sonhos, super romântica, fala sério.

 

france-waterways-vineyards

 

Quando eu digo “barquinho”, estou sendo injusta e tola, kkk. Na verdade, as embarcações são luxuosos péniche-hotels (este é o nome que se dá a elas) onde refeições gourmet e atendimento 5 estrelas são apenas um dos mimos oferecidos pela super qualificada tripulação. Para vocês terem uma ideia do tamanho do staff,  num barco de 12 pessoas, temos 6 tripulantes, ou seja: serviço excelente para uma experiência de cruzeiro única!

 

france_524x250_bugey01

 

 São 5 embarcações com rotas diferenciadas que incluem as regiões de Béziers, Burgundy, Canal du Midi, Carcassonne, Provence,  Rhône Valley e Franche-Comtê. É só escolher o trajeto e partir na viagem que preferir. Demais. Aposto que não há quem não se deslumbre ao visitar, por exemplo, os destaques do patrimônio vinícola de Borgonha, as magníficas cidades, os castelos, todo o esplendor francês.

 

p17iocn06f1bur1jcen4spi6tcmk

 

As viagens são geralmente de seis noites, começando sempre aos domingos. A frota viaja pelo coração da França e cada péniche é acompanhado, via terrestre, por um micro-ônibus super equipado que dá aos hóspedes acesso exclusivo às vinícolas, jardins, mercados de antiguidades e todos os belos lugares que devem ser visitados em terra. O péniche também tem bikes disponíveis para quem quiser passear pelas redondezas. 

 

Afloat-in-France

 

A temporada de mini cruzeiros acontece sempre de março a outubro. Eu peguei os nomes dos barcos e as rotas que eles fazem para passar para vocês. Olha só:

 

– Fleur de Lys – para até 6 pessoas em cabines suíte, tem piscina aquecida ao ar livre, deck molhado e lounge. Faz a região de Burgundy, uma das mais ricas da França, com Dijon, Canal du Bourgogne e o Rio Saône. Os vinhos são a alma de Burgundy, portanto pode ir se prearando para conhecer muitos vinhedos! Os castelos vem em vários estilos, fortificados, renascentistas, muitos deles são bem famosos e abertos à visitação. As construções são fantásticas e os jardins….nem se fala.

 

Fleur de lys

 

– Amaryllis – aqui cabem até 8 pessoas em suítes. Também tem piscina aquecida, deck molhado e lounge. Faz a mesma região de Burgundy, que tem muita coisa para ser vista, mas com trajetos diferentes do Fleur de Lys. 

 

amaryllis

 

– Alouette – este é só para 4 pessoas. Praticamente um barco particular que navega pelo Canal du Midi, fazendo a rota que inclui St. Jean, Lyon, Avignon, Béziers e Carcassonne. O Canal du Midi se estende do Mar Mediterrâneo ao Atlântico e é a mais longa via navegável artificial do país, aberta por 12 mil homens numa obra iniciada em 1666. Seu percurso oferece atrações imperdíveis, como os vinhos de Narbonne, a vista dos Pirineus e a charmosíssima Toulouse.

 

alouette

 

– Hirondelle – acomoda 8 pessoas em 4 suítes e tem um solarium delicioso no deck. Além de Burgundy, também faz a região de Franche-Comté, um sem fim de água, florestas, pinheiros e áreas intocadas. Aqui a estrela são os queijos, super variados e de excelente qualidade, mas os embutidos e os vinhos locais também fazem bastante sucesso. É em Franche-Comté que o anis de Pontarlier, aperitivo local bem conhecido e gostoso, é produzido. Besançon, a capital regional, é uma das mais belas cidades do interior da França.

 

hirondelle

 

– Napoleon – é o maior de todos, acomodando 12 pessoas em 6 suítes. Tem solarium, deck, hidromassagem e equipamentos para ginástica. Acho demais essa história de o maior barco acomodar apenas 12 pessoas. Super private, que luxo. Bem, O Napoleon navega pela Provence e Rhône Valley. Esta parte da França é o máximo, com suas paisagens e luz inigualáveis que inspiraram Van Gogh e Cézanne. Vistas de telhados, monumentos históricos, campos de lavanda e oliveiras são típicos da Provence, região de cultura bem sofisticada. As visitas à região vinícola de Châteauneuf-du-Pape e às cidades de Avignon, Arles, St Rémy, onde nasceu Nostradamus, e às antigas Pont du Gard e Glanum encantam. A Provence se estende do Mediterrâneo, na badaladíssima Côte D’Azur, aos Alpes, então imaginem a beleza e riqueza de atrações do lugar. O Rhône Valley nasce nos Alpes suíços e desce em direção à França. Aqui, a cultura de videiras é onipresente na paisagem montanhosa. O trajeto do Napoleon inclui St Jean, Lyon, Avignon, Arles, Tain e Chalon. 

 

Blogslider_14jan-e1358167926940

 

Olha, eu não sei vocês, mas eu estou maravilhada com essa história de ter um barco só para mim e meus amigos/família nos canais da França. Se a turma for grande e não couber em um barco só, dá para fazer um cruzeiro combinado, com dois barcos navegando juntos. 

 

0-9572-gal-xl-01

 

 Também é possível escolher roteiros personalizados como o gastronômico “Culinary Delights”, o “Le Semaine Des Grands Crus”, que dá a oportunidade extraordinária de degustar vinhos de 33 Grand Crus em Borgonha, e o “Wine Discovery”.

 

france_720x300_canal01

 

O mais bacana de tudo é que dá para combinar o roteiro a bordo com 2 ou 3 noites a mais em Paris, Chantilly ou Reims, com jantares, hospedagem e passeios bem interessantes.

 

Achei incrível essa ideia de navegar pelo campo! 

 

fleur

Postado por às 20:50

destinos category image sem-categoria category image
. Comentar


9 Comentários

  1. Maria Rita disse:

    Si, cade os posts regulares?? Sentindo falta…

    • Silvana Bertolucci disse:

      Oi querida! Eles vão voltar com tudo, prometo!! Como emendei 3 viagens na sequência, estou cheinha de material para postagens na manga. Hoje mesmo entra no ar o post do hotel onde me hospedei em NYC e na semana que vem teremos um especial de India. Viajar é preciso, mas desorganiza nosso schedule, kkk. Beijos!

  2. Clara disse:

    Olá!
    Você tem alguma indicação de quem faça cruzeiros como esse(alugando pequenos barcos “particulares”) para a riviera francesa ou italiana?

    • Silvana Bertolucci disse:

      Oi Clara, tudo bem? Tenho um fornecedor que atende minha agência e nos oferece uma grande variedade de barcos ao redor do mundo. É uma empresa de primeira linha, que presta um serviço muito bacana mesmo. Se você quiser orçamentos sem compromisso, por favor, mande um e-mail para atendimento@hiptour.com.br. beijos!

  3. Irene B. Oliveira disse:

    Gostaria de saber qual desses trajetos vale mais a pena. Também acho linda a região dos vinhos brancos, incluindo a Alsácia e a Lorena. Também há peniches circulando por lá? Como contactá-los?

    • Silvana Bertolucci disse:

      Oi Irene! Difícil te dizer qual é a melhor rota…são todas encantadoras. Mas claro que, dependendo das suas preferências, é fácil chegar ao roteiro ideal. Posso pedir para minha sócia Flávia, que é quem coordena toda essa parte de roteiros junto comigo, entrar em contato com você? Assim ela já checa também Alsacia e Lorena. Estou fora de São Paulo mas fico em contato direto com ela. Te garanto que ela vai te ajudar com isso. Beijos!

  4. Many thanks for the helpful solutions.

  5. José Antônio Porto de Oliveira disse:

    Cara Clara, vou ficar 2 meses na Europa, começando por Amsterdã e Maastricht, começo de julho.Viajo sozinho. Vou ficar 6 dias na região da Bourgogne, de 25 a 30 de julho mas ainda não escolhi os lugares, 3 dias em cada cidade. Gosto de cidades pequenas e históricas e com um bom vinho. O que vc. Me aconselha a fazer ? Vale a pena curtir uma viagem fluvial sozinho. Vc. Teria a ideia dos preços ? Não faço uma viagem cara e sim econômica pelo tempo de viagem. Tem passeios fluviais de um ou dois dias ?
    Obrigado e perdão pelo incômodo. Um grande abraço.

    • Silvana Bertolucci disse:

      Oi José, tudo bem? Este seu roteiro é barbaro e vale a pena sim curtir uma viagem fluvial! Os valores variam muito mas para passeios de um ou dois dias, preciso dar uma pesquisada pois não tenho tarifários prontos, como nos cruzeiros regulares….você tem algum tipo de guia/receptivo/apoio em alguma das cidades? se sim, essa pessoa poderá indicar o melhor passeio e barco para você! Aposto que vai amar a viagem! Muito obrigada pela mensagem! Abraços!

Deixe o seu comentário!

© 2018, Silvana Bertolucci. Todos os direitos reservados.
desenvolvimento: Absoluto Web