Quem frequenta o litoral norte de São Paulo, certamente conhece o Tiê, na Barra do Sahy, um dos tantos restaurantes MARA que existem pela região. O Tiê Sahy fica dentro da pousada de mesmo nome e serve comidinhas deliciosas em um ambiente charmosíssimo. A entrada, toda cercada por folhagens exuberantes típicas da Mata Atlântica, nos leva ao salão aberto para a linda piscina, rodeado por um jardim, e para quem vai com crianças, há a opção do menu infantil. Não quer almoçar ou jantar? Vá tomar uma caipirinha! Os drinks são incríveis e a porção de lula é simplesmente a melhor da vida. A adega também é bem bacana e tem vinhos de várias nacionalidades. 

 

Sua comida contemporânea é bem feita, saborosa, sofisticada, sou fã. A variedade de frutos do mar é enorme e a qualidade dos pratos e do atendimento chama a atenção. São risotos, massas, grelhados, saladas, petiscos, entradas e sobremesas memoráveis. Já provei de tudo um pouco e sou da turma do grelhado com salada, vocês sabem, né. Mas recomendo mil vezes o bobó, o risoto de camarão, a pasta com frutos do mar, os mini acarajés, enfim. Pode provar tudo. Assino embaixo.

 

A dona do Tiê e responsável por sua cozinha maravilhosa é a chef Rosana Brito, que começou sua história muitos anos atrás com o Tiê Camburi, que hoje não existe mais. Estou dizendo isso pois até hoje eu me confundo! Sempre penso no Tiê em Camburi, força do hábito!

 

Mas o que importa é: o Tiê Sahy é um dos melhores programas para quem está no litoral norte!

 

Tiê Sahy
Av. Adelino Tavares, 160 Barra do Sahy
São Sebastião/SP

Postado por às 17:09

gastronomia category image
Comentar

Todo mundo sabe que o Eataly foi inaugurado aqui em São Paulo recentemente. E todos os blogs já falaram sobre isso, mas a questão é que eu sabia que minhas raízes italianas me sugariam para lá, então estava esperando fazer uma visita para falar sobre o lugar. Não fui antes porque a) passei 40 dias viajando e me perdi no tempo e no espaço, normal, sempre acontece; b)estava um tanto impraticável já que São Paulo inteira andava se engalfinhando na porta do Eataly e eu queria ir com mais calma para poder ver todos os detalhes, fuçar, perguntar, provar, enfim: ter uma experiência bacana para contar a vocês.

 

events-18b

 

Enfim. Fui. Ufa. 

 

about9

 

about8

 

A loja de São Paulo é a primeira na América Latina e oferece 4500 m2 de pura cultura italiana. Sim, gente, comida é um dos pilares da cultura de uma nação e, levando em consideração a quantidade de italianos e descendentes que vivem por aqui, achei que eles arrasaram na escolha da cidade. A história do Eataly como loja começou em Turim, Itália, no ano de 2007. De lá para cá, o número de lojas subiu para 29, sendo que são 15 na Itália, 9 no Japão, 2 nos Estados Unidos, 1 em Dubai, 1 em Istambul e a nossa aqui de São Paulo. Já conhecia a loja de Nova York e sempre torci tanto para que eles chegassem por aqui….agora é só alegria.

 

about7

 

 

eatalyp1070473

 

Achei a disposição do espaço da loja de São Paulo bárbara, perfeita para nos “obrigar” a conhecer todos os setores. A questão é que o Eataly é um excelente lugar para se fazer compras at all. Além de oferecer todos os alimentos italianos de qualidade em um só espaço, lá, além de comprar, você também pode comer e aprender, já que, junto com o mercado ainda temos um lugar dedicado a workshops e eventos, onde acontecem degustações, cursos de cozinha e até oficinas infantis, e 19 pontos de alimentação, sendo 7 restaurantes temáticos e balcões como o da Nutella, por exemplo. Mas alto lá: eles também valorizam e dão destaque aos melhores produtos brasileiros, viu? Encontrei muita coisa nossa por lá, como os incríveis e carioquíssimos Biscoitos Globo, entre tantos outros produtinhos top. A regra é uma só: promover a comida de alta qualidade e bater na tecla de que TODOS tem que ter acesso a isso. 

 

saopaulo7

 

about6

 

39654786456538404836_P1070777

 

Gente, comer bem é essencial e quando digo “comer bem” não estou falando “comer coisas caras”, ok? Comer bem é se alimentar de produtos bem cultivados, bem manuseados, saudáveis. O Eataly serve muita qualidade, entendem? Um tipo de qualidade que, de fato, melhora a vida das pessoas. A variedade é muito grande, já que são mais de 7 mil itens diversos que vão desde água, bebidas, vinhos, sucos, pães, massas, doces, frutas, condimentos, molhos, complementos, carnes, queijos e tudo o que há em um mercado, até os produtos mais sofisticados. Incrível observar tudo o que há nas prateleiras. O tipo de programa que enriquece paladar e conhecimento. 

 

about3

 

39654786456538404836_P1070777

 

Eu fui só ao mercado, pois tinha acabado de chegar de viagem e estava louca para conhecer. Comprei alguns pães, um azeite, alguns tomates e só. Mas como eu já disse, o espaço conta com todos os restaurantes e balcões, onde é possível encontrar, carnes, peixes, ostras, pasta, a famosa pizza estilo napolitana do Eataly, doces e sorvetes inacreditáveis, sucos naturais, as trufas de chocolate da Venchi, que foi fundada no Piemonte em 1878, bebidas expressas e cafés perfeitos, então eu estou mesmo é louca para ir almoçar e jantar por lá. Quero muito provar tudo e ainda não sei se começo pela pizza ou pelo Brace, que faz grelhados sem igual. 

 

events-3b

 

 

spnut1

 

Indico muito a visita! O Eataly fica na Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 1489 e o mercado funciona das 8h às 23h. Quanto aos restaurantes, segue uma listinha: 

 

La Piazza – fica no térreo e é bacana para petiscos ou um almocinho mais informal, porém delicioso. Reúne os balcões La Mozzarella (que serve mozzarella fresca feita diariamente0, i Salumi & i Formaggi (queijos e embutidos fatiados na hora), Il Fritto (friturinhas gostosas elaboradas a partir de ingredientes frescos) e Vino Libero, servindo vinhos, claro.  Funciona de segunda a quinta, das 11h30 às 23h, sexta das 11h30 às 24h, sábado das 12h às 24h e domingo das 12h às 23h.

 

events-8b

 

La Pasta – este balcão oferece uma enorme variedade de pratos feitos com massas secas e frescas, feitas artesanalmente, na frente dos clientes. Funciona de segunda a quinta das 11h30 às 15h/18h30 às 23h, sexta das 11h30 às 15h/18h30 às 24h, sábado das 12h às 24h e domingo das 12h às 23h

 

about2

 

Brace Bar & Griglia – serve legumes, verduras, frutos do mar, carne e frutas grelhados. Funciona de segunda a quinta das 12h às 15h / 19h às 23h , sexta das 12h às 15h / 19h às 24h , sábado das 12h às 16h / 19h às 24h e domingo das 12h às 16h / 19h às 23h.

 

saopaulo4

 

La Pizza – onde os pizzaiolos da Rossopomodoro preparam as autênticas pizzas em estilo napolitano bem na nossa frente. Delicia vezes mil. Funciona de segunda a quinta, das 11h30 às 23h, sexta das 11h30 às 24h, sábado das 12h às 24h e domingo das 12h às 23h.

 

events-17b

 

La Carne – almoço e jantar deliciosos para os carnívoros com ingredientes saídos do próprio açougue. Funciona de segunda a quinta das 11h30 às 15h/18h30 às 23h, sexta das 11h30 às 15h/18h30 às 24h, sábado das 12h às 24h e domingo das 12h às 23h.

 

events-15b

 

Il Pesce – restaurante de peixes e frutos do mar, com um cardápio que vai de aperitivos a pratos principais. Como os pescados frescos mudam diariamente, o prato do dia é sempre diferente! Todos os peixes vêm direto da peixaria do mercado. Funciona de segunda a quinta das 11h30 às 15h/18h30 às 23h, sexta das 11h30 às 15h/18h30 às 24h, sábado das 12h às 24h e domingo das 12h às 23h.

 

Il Crudo – fica junto à peixaria e ao Il Pesce e oferece uma variedade de pratos de peixes crus e ostras. Funciona nos mesmo horários do Il Pesce. 

 

events-16b



Le Verdure – restaurante italiano vegetariano, usa vegetais sazonais e oferece sopas especiais, bruschettas e pratos saudáveis para satisfazer qualquer paladar. Delícia. Funciona de segunda a quinta das 11h30 às 15h/18h30 às 23h, sexta das 11h30 às 15h/18h30 às 24h, sábado das 12h às 24h e domingo das 12h às 23h.

 

O balcão da Nutella dispensa apresentações e serve delícias como muffins e crepes à base desta maravilha. Socorro. Funciona de domingo a quinta das 10h às 23h e sexta e sábados das 10h às 24h. 

 

events-6b

 

Il Panino di Eataly – este balcão oferece autênticos paninis italianos deliciosos. Funciona  de domingo a quinta das 10h às 23h e sexta e sábados das 10h às 24h. 

 

Caffè Vergnano – este balcão fica no 1º andar e foi inspirado em uma cafeteria tradicional italiana. Serve espressos e machiatos perfeitamente preparados all’italiana. Funciona  de domingo a quinta das 10h às 23h e sexta e sábados das 10h às 24h. 

 

events-19b



Lavazza – oferece um vasto repertório de bebidas expressas e cafés de alta qualidade. Também produz uma variedade de receitas inovadoras e originais, todas preparadas por uma experiente equipe que se orgulha de oferecer produtos excepcionais e serviços do tradicional jeito italiano, colocando paixão em cada xícara. Funciona de domingo a quinta das 8h às 23h e sexta e sábado das 8h às 24h.

 

La Pasticceria Di Luca Montersinon – serve desde tradicionais bolos de chocolate à refinados doces da pasticceria italiana, mas todos elaborados com a preocupação de se produzir alimentos saudáveis. E deliciosos! Funciona de domingo a quinta das 8h às 23h e sexta e sábado das 8h às 24h.

 

events-4b

 

Il Cioccollato – bacão que serve trufas e chocolates. Dá para montar caixas personalizadas, perfeitas para presentear. Funciona de domingo a quinta das 8h às 23h e sexta e sábado das 8h às 24h.

 

events-5b

 

Bar della Frutta – oferece uma seleção de frutas frescas vindas diretamente do hortifruti para você criar o seu suco feito na hora. Funciona de domingo a quinta das 8h às 23h e sexta e sábado das 8h às 24h.

 

events-7b

Postado por às 17:47

gastronomia category image
Comentar

 

O Burger & Lobster é uma cadeia de restaurantes bem descolada em Londres – são 7 endereços espalhados pela cidade – que serve lagosta, hamburger e drinks espetaculares.

 

Bárrrbaro.

 

9047b5dcf2eb5c6887f84b86e18dd55f

 

O lugar é realmente MARA e está sempre lotado, o que faz das filas de espera algo usual. Mas tudo ali é tão agradável, atendimento incluso, que tomar chá de cadeira na porta não configura perrengue.

 

andy-hayler-burger-and-lobster-the-full-menu-w709-h532

 

Enfim. Por £20 você pode saborear uma lagosta inteira, um Lobster Roll ou um hamburger ma-ra-vi-lho-so. São essas as alternativas. Nem menu tem, gente. Qualquer uma das opções vêm acompanhadas de chips e saladinhas igualmente deliciosos. Sério. Molhos incríveis, batatinhas fritas no ponto. Sei lá, eu sinceramente acho que £20 não é caro para uma lagosta, mas um tanto salgado para o hamburger, apesar de ser um dos melhores da vida. Porém, o conjunto da obra vale o preço. O lugar o atendimento, os acompanhamentos, as sobremesas, tudo.

 

c40e6f04ff5ea4dc2ec961c8f561051a

 

b27adb92719522e6bd8a7c370e772a6f

 

Vale mega a pena conhecer. Vejam só os endereços:

 

29 Clarges Street – Mayfair

36-38 Dean Street – SoHo

40 St. Johns Street – Smithfield

1 Bread Street

Fifth Floor Harvey Nichols – Knightsbridge

6 Little Portland Street – Fitzrovia

52 Threadneedle Street – esse vai inaugurar logo logo.

 

E gente: tem em NYC também. Fica na 39 West 19th Street, entre a 5th e a 6th! Top demais. 

Postado por às 16:28

gastronomia category image
Comentar
Ni Hao! Hoje teremos mais um post delicioso sobre Xangai escrito pela super Lívia Zonzini. O assunto? A tão falada gastronomia chinesa, seus mitos, onde comer e como um ocidental pode se adaptar facilmente à hora das refeições na China. Bom, antes de tudo, é importante dizer que a culinária chinesa tem mais de 3 mil anos de história,  é super rica na sua variedade de ingredientes e modos de confecção dos mais de 10 mil pratos oriundos de cerca de 20 cozinhas regionais e é muito apreciada aqui no Brasil. Quem nunca se deliciou com um Frango Xadrez, um belo Bifum ou um suculento Yakissoba, mesmo sem ter qualquer contato com a cultura chinesa, né? A questão é que trata-se de uma cozinha marcada pelo contraste das cores, aromas e sabores de cada prato, cuja tradição é baseada no conceito de que os polos contrários – yin e yang – se complementam. É comum vermos a mistura de pratos doces e salgados, picantes e agridoces ou quentes e frios. As diferentes formas de corte também são comuns na culinária chinesa: cortar os alimentos em pequenos pedaços, por exemplo, facilita o uso dos tradicionais palitos.A cozinha chinesa é representada por quatro grupos principais, do Norte, Sul, Leste e Oeste do país, e cachorro, gato, cobra e macaco são consumidos apenas como alimentos exóticos – assim como o jacaré é consumido no Brasil, por exemplo.  Ocorre que, num país imenso como esse, com tantas diferenças climáticas e paisagísticas, onde vivem centenas de milhões de pessoas, a variedade é muito bem vinda e, principalmente, necessária. E os cozinheiros chineses, desde os primórdios, souberam tirar proveito da inventividade e da versatilidade. Desenvolveram, ao longo dos milênios, técnicas tão sutis de preparo e cozimento dos alimentos que transformaram sua cozinha em uma das mais refinadas do mundo.
 
 
receita-frango-xadrez-1

Frango Xadrez

 

Satay de Frango

Satay de Frango

 

Bom, a Lívia já começou me contando que, chega até a ser engraçado, mas quando ela conta para alguém que mora em Xangai, em 90% das vezes, a primeira pergunta que fazem é: “mas o que você come lá?”

 

Hahaha. E emendou dizendo que, na verdade, nunca viu ninguém comendo espetinho de escorpião ou de qualquer outra coisa bizarra em Xangai. Ela diz que esse lance do espetinho passou a ser atração turística na China, tanto que em Beijing existe até uma feira aonde essas iguarias são vendidas. Agora adivinhem do que é formado o público da tal feira? Sim, um monte de estrangeiros  🙂 O fato é que nas regiões mais remotas existe sim um “menu diferenciado”, que inclui insetos e partes de animais que o mundo ocidental jamais pensaria em levar pra cozinha.

  

1

 

2

 

A Livia me explicou que, para entender isso melhor, é necessário saber que na China TUDO é sobre comida! Comida é um fator cultural muito importante além de relacionar a qualidade daquilo que você ingere com os benefícios gerados no seu corpo, como por exemplo: comer cérebro de carneiro faz bem para o desenvolvimento do intelecto, comer testículos de galo faz “bem pro homem”, e por ai vai. Viram como isso explica boa parte desse cardápio não ortodoxo? Explica perfeitamente itens um tanto “diferentes” que a Lívia está acostumada a encontrar nas grandes redes de supermercados, como Carrefour e Wal-Mart:

 

Esse é o açougue. Um “pouquinho” diferente do padrão brasileiro, nao?

Esse é o açougue. Um “pouquinho” diferente do padrão brasileiro, nao?

 

Alguém tem alguma boa receita para esses focinhos de porco?

Alguém tem alguma boa receita para esses focinhos de porco?

 

Sapos e tartarugas ainda vivos, afinal quanto mais frescos os alimentos, melhor.

Sapos e tartarugas ainda vivos, afinal quanto mais frescos os alimentos, melhor.

  

A Lívia me disse que não consome nada disso, mas explica que esses supermercados são gigantes e ótimos para os itens de primeira necessidade, como arroz, massas molhos e produtos de limpeza. Em relação a esses itens, ela comentou: “embora eu nunca saiba direito o que estou comprando”. Risos. Rótulos em chinês: não sabemos lidar. 

 

Para refinar as compras, existem alguns outros supermercados menores – e mais caros – mas especializados em atender o publico estrangeiro. Neles encontra-se de um tudo: queijos europeus, temperos de toda parte do mundo, cervejas belgas, azeites trufados, carne australiana, bolachas suíças, legumes e vegetais orgânicos, e por aí vai. Até o nosso feijão carioca ela encontrou por lá 🙂

 

6

 

Resumindo, ela não passa fome lá 😉 Pelo contrario, além de encontrar de tudo para preparar as refeições com o gostinho brasileiro, ainda existem restaurantes fantásticos em Xangai, que atendem a todos os paladares.

 

O Ultraviolet é um excelente exemplo. Ao fazer a sua reserva – o que deve ser providenciado com pelo menos 3 meses de antecedência – você é orientado a se dirigir a um ponto de encontro. De lá, uma limusine te leva até o lugar secreto, ou seja, ninguém sabe aonde o restaurante esta localizado. Demais né? Chegando no restaurante, uma mesa para 10 pessoas espera os clientes da noite. Sem decoração, sem pinturas, sem paisagem, o Ultraviolet é equipado com um sistema multissensorial, aonde o ambiente é vestido por luzes, som, musica, cheiro, brisas, imagens, imaginação e é claro, comida. Preço salgado, mas vale a pena a experiência.

 

Ultraviolet by Paul Pairet

Ultraviolet by Paul Pairet

 

A rede de restaurante Ding Tai Fung serve um dumpling sensacional. O melhor de Xangai, na opinião da Lívia. Ambiente informal, preços super acessíveis e comida deliciosa. Perfeito!

 

Os deliciosos dumplings - em chines, xiaolongbao - podem ser recheados de porco, frango, carangueijo, trufas…varias opções no menu.

Os deliciosos dumplings – em chines, xiaolongbao – podem ser recheados de porco, frango, carangueijo, trufas…varias opções no menu.

                                               

Seu restaurante preferido em Xangai é o francês-moderninho Mr. and Mrs. Bund. Como o próprio nome diz, o restaurante fica localizado no Bund, às margens do rio, o que te proporciona uma das vistas mais fantásticas da cidade. Ambiente super descolado, grande variedade no menu, vinhos fantásticos, cervejas especiais e funciona ate as 2 da manha. E complementa:

 

“Se você estiver numa pegada mais descontraída, Xangai é repleta de cantinhos espetaculares. No bairro da Concessão Francesa você encontrará inúmeros bistrôs, cafés, sorveterias, lugares super charmosos para tomar cerveja e comer hambúrguer e até mesmo tapas espanholas em um pátio ensolarado. Poderia ficar dias aqui escrevendo sobre os diferentes restaurantes de Xangai. A variedade é imensa e tem opções para todos os bolsos e paladares”.

 

Affff Lívia, e a gente poderia passar dias lendo suas dicas e suas impressões!

 

Gente, se alguém quiser mandar perguntas sobre Xangai ou sugestões para os próximos posts, pode mandar mensagem aqui nos comentários ou para o e-mail da Lívia:  hello_fun_in_asia@yahoo.com. E sigam o IG dela! É o @fun_in_asia. Tem muita coisa bacana! 

 

Já estou ansiosa pelo próximo post! E vocês?  

 

Zaidian!

Postado por às 17:33

gastronomia category image
Comentar

Impossível ir à Paris e não dar pelo menos um pulinho na Maison Georges Larnicol. Numa cidade como essa, repleta de excelentes pâtisseries, chocolateries e boulangeries, fica difícil escolher a melhor entre as melhores, mas a questão é que esta loja de doces e chocolates na Rue de Rivoli é realmente um espetáculo.

 

image (3)

 

image (5)

 

 

E olha: nem precisa ser chocólatra ou louco por doces para se maravilhar com as criações de Monsieur Larnicol. Ele é super famoso por suas esculturas de chocolate que são verdadeias obras de arte e seu trabalho é tão reconhecido que ele foi nomeado um Meilleur Ouvrier de France pelo governo francês. Este é um prêmio de enorme prestígio e é dedicado àqueles que executam com louvor trabalhos artesanais. 

 

image (8)

 

image (6)

 

IMG_5168 (2)

 

E basta entrar na loja para já sentir o impacto das vitrines com suas impressionantes criações: são stilettos, instrumentos musicais, bichinhos e até relógios equipados com relógios reais! Claro que eu achei meu globo terrestre com o aviãozinho porque viagem para mim é coisa séria, kkk.

 

image (10)

 

image (11)

 

img_1104

 

 

Fora as esculturas, que não são apenas bonitas de se ver, vale a pena provar os macarons, os biscoitos, os marshmallows cobertos de chocolate e os maravilhosos rochers, que são amêndoas e casca de laranja envoltos em dark chocolate. Ui.

 

image (1)

 

 

 

image (4)

 

 

 

IMG_5149 (2)

 

Outra especialidade da Maison são os Kouignettes, pequenos docinhos de massa folhada banhados em caldas de diferentes sabores como limão, amêndoa, caramelo salgado, pistache, chocolate e muito mais. Irresistíveis. 100 gramas custam os 6 euros mais bem investidos do seu dia, vai por mim. 

 

IMG_5154

 

IMG_5156

 

Não deixem de visitar essa chocolaterie, gente. O endereço é 14, rue de Rivoli. Depois é só sair correndo pelo Jardin du Luxembourg que fica tudo certo. 

 

image (12)

 

image (13)

 

 

IMG_5138

 

IMG_5139

  

 

Postado por às 11:27

gastronomia category image
Comentar

Por mais que a gente conheça uma cidade, sempre há algo incrível a se descobrir, né? Na minha última ida à Paris não foi diferente e tive o prazer de ser apresentada ao super bacana restaurante Le Dôme du Marais, onde almocei deliciosamente. Segui a dica da minha amiga Suzana Gullo, amei, e agora repasso para vocês.

 

IMG_5113 (2)

 

Localizado no coração do Marais, o Dôme funciona numa antiga loja de penhores do século 18. O lugar foi totalmente renovado e hoje abriga este restaurante de atmosfera única, cujo jardim de inverno sob a claraboia neoclássica é perfeito para se saborear uma excelente comida e esquecer da vida. Apesar de ser fiel à arquitetura dos anos 1700, o lugar tem uma aura super hype.  

 

bf57eb8091c316fd25f6d765d47fe810


O chef Pierre Lecoutre apresenta uma cozinha super moderna e inventiva e seu menu é recheado de pratos bem atraentes, inspirados na tradicional culinária francesa. Ele trabalha exclusivamente com produtos frescos e do comércio local, com pescados do Atlântico e carnes orgânicas, que compõem um menu gourmet de alta qualidade. 

 

ad00c71c352f32284a3d634e1719a6dd

 

O serviço é super atento e a seleção de vinhos, bem vasta. Agora, o mais legal no Dôme du Marais é o esquema de almoço, com menu bárbaro a preço fixo, que acontece de segunda a sábado. Vale muito a pena! Você escolhe entre 3 entradas, 3 pratos principais e 3 sobremesas, come maravilhosamente bem sem gastar horrores.

 

a4385ace81d9973dfe2e3298b6f0ca61

 

 

O brunch de Domingo é simplesmente maravilhoso e super farto, e tudo nesse restaurante de ambiente acolhedor e comida deliciosa vale a visita!

 

53 bis, Rue des Francs-Bourgeois 75004 Paris

 

776af2f727d472328f8df5446ea62dbc

Postado por às 9:00

gastronomia category image
Comentar

Sabiam que o restaurante mais antigo do mundo fica em Madri? Pelo menos é isso o que o Guiness Book diz, e no Livro dos Records a gente confia, né? Sabe-se lá se algum outro restaurante abriu as portas antes do Botín, mas as condições exigidas pela turma do Guiness – mesmo nome e mesmo uso – foram cumpridas e hoje, a quarta geração de proprietários ostenta o título. 

 

fachada

 

As especialidades do Restaurante Botín são os leitões e cordeiros assados lentamente no forno à lenha, que é o mesmo onde Jean Botin, o fundador do lugar, assava suas carnes no século 18. Desde então, ele é a alma da casa. O forno. Botín é o nome. Mas é uma bela combinação e é isso que importa. 

 

forno

 

Nos anos de 1700, não existiam restaurantes como conhecemos hoje, pois, os açougueiros e comerciantes de alimentos da época meio que se opunham com truculência à tal prática. Não era permitido vender comida pronta em parte alguma, porém, era permitido que as pensões oferecessem seus fornos para que os viajantes famintos assassem os pedaços de javali que traziam em suas bagagens.

 

fachada1

 

Então, em 1725, o cozinheiro francês Jean Botin chegou à Madri e abriu justamente uma pensão que prestava serviço de forno. Botín não queria se envolver com a hospedagem de cortesãos, então pagou uma espécie de isenção, ficou livre para se dedicar exclusivamente à gastronomia e…tcharã: assim surgiu o primeiro restaurante do mundo. Na verdade, a palavra restaurante só surgiria anos depois, na França, mas essa é outra história e o que vale é o conceito da coisa. 

 

interna

 

Desde então o Botín vem recebendo muita gente importante em suas pequenas salas por trás da fachada old school: Marcelo Mastroiani e Catherine Deneuve estiveram lá; a mesa preferida de Hemingway, onde se passa a cena final de seu primeiro romance, O Sol Também Se Levanta“, e onde ele gostava de se sentar de costas para o salão, continua no mesmo canto; Jacqueline Kennedy, Charlton Heston, Ava Gardner, Michael Douglas, Pedro Almodóvar, os reis espanhóis e até Ricky Martin também já provaram os assados do restaurante; e houve até uma ocasião onde diplomatas americanos e soviéticos dividiram um leitão em plena Guerra Fria!

 

salão esta

 

Agora a melhor de todas: vocês acreditam que Francisco de Goya trabalhou no Botín lavando pratos antes de se tornar um pintor renomado? 

 

salão

 

Além dos pratos típicos da Segóvia, dos ilustres frequentadores e do título inusitado, a casa também exibe na fachada marcas da Guerra Civil, momento super importante da história da Espanha. Acho incríveis lugares tradicionais e históricos como este. Não é a toa que permanecem fazendo sucesso e atraindo mais e mais gente. Sempre digo que vale a pena conhecer!

 

salão2

 

Calle Cuchilleros, 17
Madrid, Espanha

Postado por às 16:40

gastronomia category image
Comentar

Comer maravilhosamente bem na Itália não significa que você tenha que ir a um dos 329 restaurantes estrelados pelo Guia Michelin que há no país atualmente. Na minha opinião, o requinte maior da gastronomia italiana está na sua tradição e mais uma vez constatei isso de perto, durante meu jantar no excelente Osteria del Cinghiale Bianco, o melhor restaurante que conheci durante essa minha passagem por Firenze. 

 

osteria-florenz

 

Além do spaghetti com trufas absurdamente bom que pedi e os tantos pratos típicos da cozinha toscana, como o crostino nero, as bruschette di pane toscano, as pappas al pomodoro, a ribollita, o pappardelle ao molho de javali, a maravilhosa bisteca alla Fiorentina cozida à lenha e os doces, como os biscoitos de amêndoa típicos acompanhados por um bom vin santo da região, o ambiente da Osteria, simples, histórico, super toscano, é também umas das delícias do lugar.  

 

osteria2

 

Logo de cara a gente já nota as referências ao “Javali Branco/Cinghiale Bianco” por toda a parte. Vejam alguns detalhes:

 

DSC09991

 

 

osteria3

 

O restaurante fica no térreo de uma torre do século 14, localizada na Borgo San Iacopo, uma das ruas mais características da antiga Firenze, cheia de lojinhas de arte, antiquários e boutiques. O salão principal é dividido em 2 ambientes: um deles ocupa o espaço da torre dos anos 1300, da qual restou apenas a parede de pedras para contar história; o outro, que abriga mais um salão de jantar e a cozinha, fica no antigo pátio da torre, e aqui podemos observar nas paredes os sucessivos restauros pelos quais o edifício passou, principalmente nos anos 1500. Será que é por isso que está de pé até hoje? Bem, o que importa é que os tantos consertos funcionaram e suas marcas ainda criaram recantos românticos em nichos de tijolo e pedra com atmosfera pra lá de especial durante a noite e à luz de velas. 

 

Olha que charme

Olha que charme

 

A adega do Cinghiale Bianco é super rica em vinhos top da Toscana como os Brunelli, Rosso di Montalcino, Dievole, Sassicaia…além dos vinhos de outras regiões italianas e estrangeiros também. Muita variedade para combinar com cada delícia típica preparada pelo Chef Mauro. Só de lembrar me dá água na boca.  

 

osteria

 

Durante meu jantar conheci o Marco Masselli, um dos donos do Cinghiale, que me recebeu super bem e me contou que o restaurante está sob o comando da sua família desde 1984. Ele me falou bastante sobre como transformaram, em pouco tempo, o prédio histórico neste lugar que serve uma comida tão deliciosa, conversamos sobre os pratos e também sobre as receitas com carne de javali.

 

Eu e o Marco

Eu e o Marco

 

Para explicar sobre como é possível usar o ingrediente de maneira absolutamente simples, o Marco me mostrou este vídeo no Youtube que apresenta uma receita tradicional de cinghiale preparada na cozinha da Osteria e ainda tem várias tomadas bem bacanas de Firenze:

 

 

Adorei, gente. Restaurante memorável. Recomendo!

 

Borgo San Iacopo, 43
50125 Firenze – Italy

Tel: +39.055215706

Postado por às 16:15

gastronomia category image
Comentar

O Deep End é a estrela entre os excelentes restaurantes do maravilhoso Taj Exotica Resort and Spa, mais um hotel onde passei alguns dias durante minha inesquecível viagem pelas Maldivas. Decidi dar este destaque para ele aqui na coluna de #Gastronomia, não apenas por ser um espaço lindo, todo aberto e muito bem decorado em frente ao mar, que serve uma comida sofisticada e deliciosa, mas porque trata-se de um restaurante super premiado, que foi considerado pela Condé Nast Traveller, o ultra conceituado guia de viagens, como o melhor das Maldivas. É simplesmente um luxo estar hospedada no hotel onde funciona um estabelecimento deste porte, saber que ele está a poucos passos do seu bangalô e poder usufruir de uma cozinha tão comentada diariamente, não é? Eu achei um privilégio. 

 

O ambiente do The Deep End.

O ambiente do The Deep End.

 

Bom, se a gente for enumerar todos os prêmios que o Taj Exótica tem no geral, ficaríamos aqui até o ano de 2025, então vou apenas completar dizendo que o The Deep End também ganhou pelo quarto ano consecutivo o Prêmio de Excelência integrando a lista dos “Melhores Restaurantes para Amantes Do Vinho ( Best Restaurants for Wine Lovers)” da respeitadíssima Wine Expectator Magazine. Ser o “Melhor das Maldivas” e ainda ter este título da Wine Expectator, que é uma verdadeira bíblia, não é para qualquer um, gente.  

 

Food_Shot_I Food_Shot_III Food_Shot_V

 

A convicção gastronômica do Deep End gira em torno de se unir as últimas tendências mais refinadas com apresentações pra lá de criativas. O restaurante serve uma culinária europeia sofisticada com base no melhor das cozinhas mediterrânea e ocidental moderna e a equipe de talentosos chefs concentra-se em adquirir ingredientes da mais alta qualidade para prepará-los com precisão. Esta é a base que dá a possibilidade de colocarem em prática sua ampla e notável criatividade. Acabei de citar a apresentação dos pratos mas reitero: é bárbara. Aqui, o foco é na culinária com paixão, no melhor estilo “da fazenda para a mesa”, e isso é demais, pois privilegia todo e qualquer sabor de cada ingrediente e do prato como um todo. Vocês não estão entendendo, eu fiquei realmente muito bem impressionada. Bem, diante de tudo isso, confesso que me empolguei, dei uma de Magali e provei diversos pratos, porque olha: tudo irresistível, tudo bem inovador e tudo – o mais importante – delicioso. Ganhou o Silvana Bertolucci Award também kkkk.

 

Equator_Bar_II

 

O Chef Executivo, Sheroy Kermani, entrou para o grupo Taj como estagiário quando tinha apenas 19 anos. Começou em Mumbai e fez diversas especializações em lugares como Roma, Singapura e Bangkok. Culinária europeia – principalmente a italiana -, tailandesa e sabores tradicionais indianos são alguns de seus fortes. 12 anos depois ele tomou a frente do Taj de Mauritius e em 2 anos já estava na Austrália, levando a comida indiana de Sydney a uma nova dimensão. A próxima etapa aconteceu em Bangalore, na Índia, onde fez um sucesso danado também, claro, né. Daí ele veio para o Taj Exotica e criou para seus restaurantes um novo padrão internacional. E eu dei a sorte de encontrar com ele neste hotel e me deliciar com sua cozinha. Enfim, o cara tem experiência e know-how invejáveis, convenhamos. E sabe colocá-la em prática, o que, na verdade, é o que importa. 

 

O top chef Sheroy

O top chef Sheroy Kermani

 

A questão é que a gastronomia do Taj Exotica como um todo é fantástica. Seus outros bares e restaurantes seguem o mesmo padrão e neles a gente vê nitidamente o cuidado que o Chef e equipe têm com este assunto. A combinação perfeita de sabores, cores, aromas e texturas cria um verdadeiro espetáculo no seu prato. A excelente matéria prima é o ponto de partida. Os chefs se esmeram em adquirir ingredientes autênticos, importados dos países de origem, e complementam o processo trabalhando diretamente com produtores locais para obter os orgânicos de que precisam.

 

Café da manhã no restaurante 24 Degrees

Café da manhã no restaurante 24 Degrees

 

Além do ‘fine dining’ The Deep End, o Taj Exotica ainda tem o 24 Degrees, restaurante 24 horas que serve uma variedade de refeições com inspiração europeia e pan-asiatica. Seu café da manhã com pé na areia sob a sombra das arvores Dhigga é suntuoso. À noite, jantar ali com as estrelas iluminando sua mesa é uma delícia. Experimente os teppans de frutos do mar frescos, carnes e vegetais, elaborados com maestria na cozinha aberta do Teppanyaki bar. Este restauramte também oferece menus temáticos a cada noite servindo opções culinárias do mundo todo. Dá para escolher entre italiana, tailandesa, chinesa e mediterrânea. O 24 Degrees também funciona no almoço. 

 

Teppanyaki Bar

Teppanyaki Bar

 

Sobre os bares: The Equator Bar tem o equilíbrio perfeito entre humor, música e vibração. Adiciona uma variedade de tradicionais, vinhos do novo mundo, coquetéis, charutos e shishas pelo extenso pátio da praia; e o The Pool Bar & Restaurant, que fica ao lado da fabulosa piscina infinita, serve lanchinhos saudáveis, pizzas quentinhas e drinks tropicais.

 

The Equator Bar: ambiente interno...

The Equator Bar: ambiente interno…

 

...e externo.

…e externo.

 

Pool___Poolside_Restaurant

Aqui o The Pool. E essa piscina, hein?

 

Saibam também que a opção 24-hour-In-Villa-Dining compreende uma vasta seleção de comidinhas e bebidas que podem ser servidas a qualquer hora no conforto e privacidade da villa ou suíte onde você está hospedado. Quando a gente acha que está bom, eles conseguem melhorar, fala sério.

 

Tipo isso.

Tipo isso.

 

Isso sem falar nos Private Dinings oferecidos por eles, que transformam qualquer refeição em uma ocasião privativa e especial. Você pode escolher o quê, quando e onde degustar, e já adianto que as opções são espetaculares. A experiência é demais. Este serviço é o tipo de coisa que dá uma nova dimensão às já extraordinárias ofertas gastronômicas do resort. As cozinhas estão sempre disponíveis para criar refeições inesperadas, personalizadas e incomparáveis, só para você. Isso pode ser feito na sua Villa ou Suite, como já comentei, ou em qualquer outro lugar da ilha, o que já é incrível, porque imagine um menu degustação só para você, servido na maior mordomia. Acontece que o Taj Exotica também oferece outras opções para refeições a dois, as chamadas Experiences, que são de cair o queixo. Olha só:

 

Champagne Sunset – uma experiência romântica por excelência. Eles servem uma seleção de champagnes Premium com antepastos fantásticos. Quero agora. 

 

Aqui uma imagem do Champagne Breakfast, uma variante do Champagne Sunset. Tudo MARA, só muda o horário, gente.

Aqui uma imagem do Champagne Breakfast, uma variante do Champagne Sunset. Tudo MARA, só muda o horário, gente.

 

Mas para vocês terem uma ideia, este é um sunset cruise.

Mas para vocês terem uma ideia, este é um sunset cruise.

 

Ocean Pavillion – imagine ter um dia de mergulho seguido por uma adorável refeição num pavilhão privado sobre o Oceano Índico – que fica a apenas poucos minutos de lancha da praia, mas parece um mundo à parte – enquanto ouve o barulho das ondas e se encanta com um maravilhoso por do sol seguido pelo brilho da lua e ainda terminar a programação mega private com um incrível tratamento para o casal no Jiva Spa. Eu topo.

 

Olha lá o Ocean Pavillion

Olha lá o Ocean Pavillion

 

Imagina jantar aqui.

Imagina jantar aqui.

 

Beach Dining – você assite ao por do sol e janta na areia. Isso pode acontecer no 24 Degrees ou no The Poolside, apreciando o menu degustação do Deep End, especialmente criado para esta ocasião. É maravilhoso, eu experimentei. Super romântico, pena que minha companhia foi minha prima Flávia, kkkk.  

 

Jantar na praia

Jantar na praia

 

Cellar Dinners – nesta experiência o jantar acontece na adega, na companhia de mil e uma garrafas! Há harmonização de vinhos com o menu preparado pelo Chef e a equipe fica sempre a postos para recomendações, sempre ajudando na sua seleção. Memorável. 

 

Gente, esta imagem é de um jantar no topo da árvore! Não falei que opção era o que não faltava?

Gente, esta imagem é de um jantar no topo da árvore! Não falei que opção era o que não faltava?

 

Yoga Pavilion – também uma experiência inesquecível, com menu degustação super criativo, ambiente mágico, luz de velas, utensílios de cristal e aquela lua brilhando por sobre o mar. 

 

Este é um private breakfast na praia.

Este é um private breakfast na praia.

 

Interactive Kitchen – como o próprio nome diz, aqui o chef cria de acordo com seu pedido e a arte da cozinha ganha vida bem diante dos seus olhos. Perfeita para os gourmands. Jantar private com acesso aos truqes do chef é demais hein. 

 

Jantar no Moonlight Pavillion

Jantar no Moonlight Pavillion

 

License to Grill – vista o chapéu de chef por um dia e faça seu próprio churrasco em um local super privado na ilha! Os chefs arrumam tudinho e te entregam a churrasqueira, as carnes e as saladas para você comandar a grelha. Não é perfeito para os churrasqueiros de plantão?

 

Outro café da manhã private

Outro café da manhã private

 

Equilibrium Cuisine – refeições super equilibradas e nutritivas sempre à disposição dos hóspedes. Para esta experiência é bacana passar antes um resumo de suas necessidades e preferências. Não se esqueça de que você estará no meio de uma ilha e abastecê-la com alimentos especiais sempre configura desafio, mesmo para o super Taj!

 

Ayurvedic Cuisine – a filosofia Ayurveda percebe as relações do corpo, da mente e do espírito como um todo e se esforça para manter o equilíbrio de um sistema. O papel terapêutico dos alimentos é um elemento vital de uma vida saudável. No Jiva Grande Spa, um consultor ajuda a identificar eventuais desequilíbrios e trabalha em conjunto com o chef para criar opções de refeições alternativas para regularizar a absorção, assimilação e eliminação de energias negativas. O Menu Spa resultante é composto por pratos desprovidos de quaisquer aditivos, conservantes ou enlatados.

 

Sand Bank – De tempos em tempos, um banco de areia surge no meio da maior lagoa da ilha. De lá, temos a vista infinita do oceano e sol brilhando. Que tal um aperitivo com Champagne aqui? Certamente incrível.  

 

Qualquer uma das opções pode ser solicitada mediante uma simples reserva, fácil assim. Não basta ter gastronomia premiada, tem que proporcionar MAIS para os hóspedes, sacaram qual é a do Exotica?

 

Para completar,  as listas de vinhos do hotel são elaboradas pelo sommelier para atender a todos os gostos e ocasiões. Você sempre terá orientação no sentido de escolher a melhor garrafa para cada caso. Eles também organizam degustações especiais, além das noites temáticas que acontecem no The Equator Bar. São mais de 400 rótulos dos vinhos mais prestigiados do mundo, incluindo lendas, clássicos, jóias e grandes achados. E os espumantes (Champagne, Prosecco e Cava) não ficam nada atrás. 

 

O HOTEL

 

Hi_H1IVX_55538311_Taj_Excotica_Resort___Spa,_Maldives_-_Ariel_III

 

O Taj Exotica fica na Ilha Emboodhu Finolhu, no meio de uma das maiores lagoas naturais do mundo. Conhecida como “Three Coconout Island”, a ilha do Exotica é emoldurada por areias branquíssimas, águas azuis super cristalinas e muita flora tropical, bem do jeitinho que são as paisagens lá nas Maldivas. O resort está a apenas 15 minutos do Aeroporto Internacional de Male através de uma lancha de luxo disponível 24 horas.

 

Mas reparem neste mar.

Mas reparem neste mar.

 

Logo na chegada a gente já entra no clima da coisa, espiem:

 

 

 

Demais a recepção deles. Adorei.

Demais a recepção deles. Adorei.

 

O multipremiado resort representa perfeitamente a magia e a beleza natural abençoada da ilha através do seu design e apresentando o melhor em se tratando de serviços top e amenities contemporâneos. Vilas e suítes luxuosas, piscinas privadas e decks pessoais com vistas intermináveis ​​do Oceano Índico fazem do resort o cenário perfeito para um retiro privado.

 

foto 5

Esta é uma Beach Villa. Ruim, né?

 

 

Beach Villa por outro ângulo.

Beach Villa por outro ângulo.

 

 

Vejam que bárbaro o deck da piscina da Deluxe Lagoon Villa

Vejam que bárbaro o deck da piscina da Deluxe Lagoon Villa

 

Esta é a área externa da incrível Suite Presidencial Rehendi.

Esta é a área externa da incrível Suite Presidencial Rehendi.

 

O Jiva Grande Spa, um autêntico spa indiano, oferece uma gama de experiências únicas em bem-estar administradas por especialistas super treinados e utilizando produtos naturais exclusivos, tudo isso num ambiente fresco e harmonioso. 

 

Jiva Grande Spa

Jiva Grande Spa

 

Sala de tratamento interna com vista....azul maldivas. Acabei de inventar uma nova cor, pronto.

Sala de tratamento interna com vista….azul maldivas. Acabei de inventar uma nova cor, pronto.

 

Lembram quando eu disse, lá no comecinho do post, que não ia enumerar mais prêmios pertencentes ao Taj Exotica, pois tratava-se de uma lista praticamente infinita? Bem, eu menti. Impossível não citar que ele foi eleito o Melhor Resort na Ásia e o 2º Melhor Resort do Mundo pela Condé Nast Traveller, e que ganhou elogios similares da Elite Traveller Magazine e International Traveller Austrália. Isso sem falar que integra muitas das listas dos mais seletos programas de luxo do mundo. 

 

foto 3 (2)

Os tons de azul da lagoa são inacreditáveis, sempre.

 

Um dos tantos cantinhos agradáveis que existem na ilha.

Um dos tantos cantinhos agradáveis que existem na ilha.

 

 Pudera. Cada uma das 64 vilas e suítes luxuosamente desenhadas no resort são decoradas em tons e texturas naturais no estilo clássico de Maldivas, cobertas de palha de palmeiras, oferecendo vistas espetaculares do oceano e cara a cara com o glorioso pôr do sol. 

 

O quarto de uma Beach Villa Suite

O quarto de uma Beach Villa Suite

 

O que dizer sobre esta Beach Villa, né?

O que dizer sobre esta Beach Villa, né?

 

Simplesmente adoro essa integração de ilha e oceano.

Simplesmente adoro essa integração de ilha e oceano.

 

A maioria das vilas está projetada sobre a lagoa e todas contam com serviço de mordomo particular, que dá toda a atenção para os hóspedes de forma super personalizada. Desfaz malas, customiza o frigobar, prepara seu banho, organiza seu mergulho e também a experiência gastronômica que você quiser! Com isso não tem quem não esqueça a existência daquela coisinha chamada ‘stress’, certo?

 

Imagem 226

Cena diária no Exotica

 

 

Imagem 231

 

Olha que bárbara a academia, toda com as treliças típicas.

Olha que bárbara a academia, toda com as treliças típicas.

 

 

Eu AMEI conhecer e me hospedar no Taj Exotica. Luxo, natureza, vinhos e cozinha premiada: recomendo mil vezes!

 

Legenda: "Feliz no Exotica"

Legenda: “Feliz no Exotica”

Postado por às 19:35

gastronomia category image
Comentar

Já pensou em jantar ou tomar drinks no campo do super Real Madrid? Pois saiba que é mais fácil do que você imagina. O Real Café Bernabéu é o restaurante oficial do time e funciona ali mesmo, dentro do gigantesco estádio Santiago Bernabéu, oferecendo um menu super gostoso para almoço e jantar, com comidinhas muito bem elaboradas, um bar completão, brunch todo dia até as 13h30, tudo isso com as melhores vistas do famoso campo.  

 

O Santiago Bernabéu

O Santiago Bernabéu

 

O espaço tem 2 andares e é super bem decorado. A ambientação é limpa, contemporânea e a decoração conta com diversas placas luminosas que remetem ao “Real Feeling”, a devoção à estrelada equipe dona da casa. 

 

restaurante52

 

O piso inferior do Real Café oferece um espaço descontraído, onde “tapear” e tomar cerveja assistindo a retransmissão de vários eventos esportivos, principalmente os jogos do Real Madrid, é sempre uma boa pedida.

 

restaurante42

 

 

restaurante22

 

 

Porém, é do andar de cima que a gente pode apreciar toda a grandeza do campo. Ali temos um imenso janelão de vidro que se estende ao longo dos 80 metros do salão, e permite aos frequentadores admirar o estádio enquanto degustam uma deliciosa e caprichada cozinha mediterrânea. Os pratos são tradicionais, mas com toques bem especiais na preparação e apresentação. Coisas do chef Mario Vega. 

 

restaurante62

 

Lindas saladas, muitos tipos de arroz, pastas, carnes e peixes compõem a proposta culinária do Real Café. Tudo no restaurante é caseiro e elaborado com os melhores ingredientes. Dá até gosto, né? Essa é uma característica que realmente faz toda a diferença, a gente sente no paladar. As entradas, como o tempura de berinjela com mel de mil flores e os tomates semi secos caramelizados assados lentamente banhados em calda de gengibre e soja, fazem muito sucesso. Ainda sobre as entradas, a salada de queijo de cabra crocante é deliciosa e a omelete espanhola com polvo a feira é o favorito dos turistas para o pós tour no estádio. 

 

page

 

Mas não tem pra ninguém, o rei da casa é o Hamburger RCB, que figura no menu desde a abertura do Café, em 2006: carne de Ávila picada na ponta da faca, queijo provolone e maionese de chimichurri. Pode provar, vai por mim, vocês não vão se arrepender. 

 

Isso sem falar nas especialidades mediterrâneas e nas sobremesas matadoras. A questão é que o cardápio é amplo, super caprichado e agrada a todos. E o lugar merece a visita. Imaginem um louco por futebol ali? Programaço!

 

Achei bacanérrimo, um super passeio. O Real Café Bernabéu funciona diariamente das 10h00 às 02hoo. A entrada para o restaurante é pelo portão 30 do estádio.

Postado por às 16:03

gastronomia category image
Comentar
© 2017, Silvana Bertolucci. Todos os direitos reservados.
desenvolvimento: Absoluto Web